Férias x Coronavírus

Infelizmente estamos todos em um momento delicado e de alto risco para nossa própria saúde com a epidemia global do COVID-19. Esse novo vírus que se espalhou pelo mundo todo afetou diretamente a nossa liberdade de ir e vir, de viajar e as tão sonhadas férias de todo o mundo.

Fizemos um vídeo ao vivo no canal comentando sobre a imposição ou necessidade de cancelar ou remarcar viagens e os efeitos financeiros dessas decisões para todos nós viajantes.

Vou deixar para vocês a parte escrita, em resumo, sobre tudo o que falamos. Assista também o vídeo que tem ao final a participação dos amigos seguidores com perguntas e informações.

-Coronavírus (vacinas em teste)

A tomada de decisão entre cancelar ou remarcar uma viagem pressupõe ter a clareza sobre a real situação da epidemia no seu próprio país e no país de destino. Acompanhe os sites oficiais, OMS, Ministério da Saúde no Brasil, Itália (novo epicentro na Europa), e dos países para onde pretende ir.

É importante analisar: números diários de registro de casos (redução ou aumento), mortes (indica a estrutura do sistema de saúde local no suporte à vida dos infectados), pessoas curadas, há quantos dias foi dado o último informe para a OMS (comparar com dados do país).

Outras doenças que ainda estão sob controle pela OMS: Ebola, Dengue, Febre Amarela, também são letais. No Brasil, em 2020 já são mais de 180 mil casos de dengue, com mais de 30 mortes relacionadas e mais de 100 em investigação do óbito relacionado ou não com a dengue. Apesar desses números de contágio maiores que os do coronavírus, não se verifica a mudança nas decisões de viagens pelo Brasil. Esse deveria ser um ponto importante para refletirmos também.

Enquanto a China viveu por 2 meses e meio, o crescimento, o combate e agora a diminuição da epidemia do COVID-19, já estando em teste algumas vacinas desenvolvidas nesse curto período para o seu controle, o resto do mundo inicia seu período de crescimento do contágio pelo coronavírus. Neste momento, a Itália vive o pior cenário do COVID-19, depois da China. Hoje, em 10 de março de 2020, todo a Itália foi colocada em isolamento até o início de abril de 2020.

-Férias

  • Viagens internacionais

A repercussão mundial da epidemia e das imposições de isolamento é brutal não só para a saúde das pessoas, mas para a economia mundial e consequentemente para tudo que envolve o turismo, transportes, hospedagem e serviços.

Mais uma vez, consulte os sites oficiais e verifique no mapa de casos da epidemia o seu próprio país e os países de destino.

Embora alguns países ainda não relataram casos, não significa que não existam, pois depende da estrutura do sistema de saúde local, o nível de informação da população local, a busca das pessoas por atendimento médico, e o registro de casos na OMS conforme os sintomas apresentados, quando a pessoa relata não ter viajado ou ter tido contato com alguém que viajou, nem sempre é realizado o exame de teste para o COVID-19.

O risco de manter a viagem é ter a entrada proibida no país de destino, ou ser proibido de sair dele e ainda, ser colocado em isolamento.

  • Viagens nacionais

O COVID-19 já está no território brasileiro e com registro de casos de contágio local, por pessoas que não viajaram para outros países. Verifique no site do Ministério da Saúde do Brasil o mapa de casos por Estados.

O registro de casos com transmissão local eleva o estado de emergência em saúde e aponta para a perda do controle de transmissão da doença. Tenha isso em mente se ainda decidir manter a viagem.

Casos suspeitos no Brasil aguardam resultado do exame para ser confirmado ou descartado (quando há comprovação para outra doença). Considero importante de qualquer forma entender que os casos suspeitos e depois descartados, significam o diagnóstico de outras doenças respiratórias também contraídas de pessoa para pessoa. Não encontrei informação sobre a imposição do isolamento das pessoas consideradas suspeitas ou em monitoramento.

A fim de diminuir a quantidade de casos suspeitos a campanha de vacinação do influenza será antecipada para meados de março, inicialmente na população idosa. E pessoas sem histórico de viagem ou contato com outros infectados pelo COVID-19, mas que apresentem quadro de sintomas junto com problemas respiratórios graves também serão testadas para o coronavírus.

-Cancelar

Aguardar até o penúltimo dia possível, para ter as informações mais atuais sobre os riscos que a viagem apresentará. Desde já entre em contato com as empresas contratadas para saber as regras e políticas adotadas na hipótese de cancelamento.

  • Reembolso

O valor pago em dinheiro ou pontos é devolvido com ou sem a aplicação de taxa ou multa.

  • Multas ou Taxas

A taxa ou multa é cobrada do viajante no caso de cancelamento ou alteração da viagem, em passagens aéreas e bilhetes de trem, o valor da passagem determina o valor da multa, quanto mais barata a passagem maior o valor da multa.

  • Perda total

A passagem, bilhete de trem, reserva de hotel ou ingresso comprados não permite alteração ou cancelamento.

-Remarcar

A viagem é mantida e a data de início é antecipada ou postergada, ou até alterado o destino.

Em caso de passagens aéreas e bilhetes de trem existe um prazo máximo de antecipação para a reserva, 360 dias e 3 meses.

Analisar sua condição de saúde pessoal e se está no grupo de maior risco para casos graves, como idade, doenças pré-existentes, baixa imunidade e prática de hábitos pessoais de higiene e culturais de contato interpessoal.

Se essa é a sua escolha já comece a pesquisar as novas datas possíveis para a remarcação. Seja flexível e defina pelo menos 3 datas de remarcação, com possibilidade de ir e voltar um ou dois dias antes. Assuma a possibilidade de ter redução na quantidade de dias da viagem original.

Considere que como já temos casos no Brasil, pode ser imposta alguma restrição por outros países a viajantes brasileiros.

  • Multas

Geralmente as taxas de alteração ou remarcação são as mesmas do cancelamento e ainda é acrescido ou subtraído o valor da diferença de tarifa, em relação ao valor pago e a quanto está custando a nova data.

  • Escolhendo as datas

Analise a sua necessidade e disponibilidade pessoal junto com a previsão de estabilização do risco de contágio da doença, pense na estrutura de saúde local caso haja a necessidade de utilização. Acompanhe o crescimento ou redução de casos no destino escolhido.

  • Mudando o destino

Analisar o crescimento ou redução de casos no novo destino escolhido, a estrutura de saúde local.

POSICIONAMENTO DOS NOSSOS PARCEIROS SOBRE CANCELAMENTOS E REMARCAÇÃO

-Seguro Viagem – Seguros Promo

Todas as seguradoras cobrem atendimento emergencial até o diagnóstico da doença. Com a declaração de pandemia a cobertura é interrompida. Pode ser diagnosticada qualquer doença respiratória, sempre procure o atendimento médico.

A partir do momento que for confirmado que o segurado possui coronavírus, o tratamento deixa de ser coberto, uma vez que epidemias e pandemias são riscos excluídos.

A única seguradora que cobre integralmente o tratamento, internação e despesas após o diagnóstico com o covid-19 é a Assist Card.

O cancelamento do seguro pode ser solicitado até 48h antes da apólice entrar em vigência.

As regras de cancelamento:

Pagamento Boleto: Cupom de Crédito, o valor total pago ficará disponível para uma nova  compra em até 1 ano, ou Reembolso, devolução através de depósito em conta, em até 10 dias, com dedução de R$10,00 referente a taxa administrativa do site para o reembolso.

Pagamento Cartão: Cupom de Crédito, o valor total pago ficará disponível para uma nova  compra em até 1 ano, ou Reembolso, devolução integral direto na fatura do cartão de crédito em um prazo máximo de 90 dias, podendo não excluir as parcelas realizadas, neste caso as parcelas deverão ser pagas normalmente e o valor total entrará em uma de suas próximas faturas.

Pagamento Transferência Safetypay: Cupom de Crédito, o valor total pago ficará disponível para uma nova  compra em até 1 ano, ou Reembolso, devolução integral em conta pela plataforma Safetypay em até 5 dias úteis.

-Chip de Celular – Easysim4u

É possível postergar as datas de ativação dos chips por até 1 ano. Recomendam que assim que tiver uma nova data informar para que possam atualizar no sistema. Não é necessário devolver os chips, pode guardar e utilizar para uma próxima ativação.

Canal de contato para sanar dúvidas: Fale Conosco ou telefone 11-2388-8205

-Ingressos de passeios e experiências – Get Your Guide

Política de cancelamento:

Os viajantes que cancelarem uma reserva com mais de 24 horas de antecedência receberão um reembolso total do GetYourGuide.

Os viajantes que cancelarem uma reserva dentro de 24 horas do horário de início planejado receberão um crédito resgatável pelo valor total da reserva.

Quando uma atração ou evento for forçado a fechar, entraremos em contato proativamente com os clientes e reembolsaremos sua reserva.

-Hospedagem (e-mail direto e para o intermediador)

Reservas com cancelamento gratuito, observem as datas limites.

Reservas sem cancelamento ou com data de cancelamento ultrapassadas envie e-mail para a hospedagem e para o intermediador, site onde foi feita a reserva e falar especificamente sobre o risco pessoal de contrair a doença na localidade e ter que ficar em quarentena na hospedagem, causando transtornos para si e para outros.

Booking: Mesmo sem cancelamento gratuito, pode ser feito o pedido e a propriedade decide se isenta ou não de taxa de cancelamento. Não podem ser alteradas datas, deve ser feito o cancelamento e nova reserva.

Airbnb: política de cancelamento de causas de força maior ativada para anfitriões ou hóspedes da China, Itália, Coréia do Sul e hóspedes de outras localidades com voos cancelados, portadores da doença, ou quarentenado.

Passagens Aéreas e Bilhetes de Trem (e-mail, chat ou telefone)

A maioria das cias aéreas tem flexibilizado a aplicação de multa sobre cancelamentos e remarcações de passagens que tinham como destino original ou escala, países como China, Coréia do Sul e Itália.

Se não houver comunicado oficial no site da empresa sobre as regras de cancelamento e remarcação em virtude do COVID-19, entre em contato e questionar sobre a possibilidade, informando os dados da reserva, código de confirmação e nome dos passageiros.

Cuidado com as ligações telefônicas pagas, o tempo de espera tem sido longo e cada minuto custa cerca de R$1,20.

-Aluguel de carro – RENTCARS

Reservas sem pré-pagamento não tem taxa de cancelamento.

Reservas pré-pagas tem taxas de alteração e cancelamento, e é retido 5% do valor além dessa taxa.

A não retirada do veículo sem a solicitação prévia de cancelamento ou alteração, acrescenta além da taxa de cancelamento a taxa de não comparecimento que pode chegar a €100.

Seja qual for a sua decisão, nosso conselho é que ficando no seu país ou viajando, nesse período crítico da epidemia evite visitas a qualquer tipo de local público fechado, filas onde não seja possível ficar a mais de 1 metro de distância de outras pessoas, comer em buffet onde a comida fica exposta à saliva das pessoas que estão se servindo e falando enquanto fazem isso. Sempre que possível, mantenha distância de no mínimo 1 metro de qualquer pessoa, use máscara respiratória nos transportes públicos, intensifique a desinfecção pessoal, com as mãos, lavando e usando álcool gel, limpeza das roupas, celular, óculos e outros objetos que são manuseados em locais públicos, como câmeras bolsas, carteiras, canetas, etc.

Assista o vídeo, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (InstagramFacebook, e Twitter). Um beijo e até o próximo post. Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

Author: patriciaviaja

O blog e o canal no Youtube são criações do casal Patricia Barbosa e Willian Rocha. Em 2014 criaram o Canal Patricia Viaja no YouTube e em 2015 decidiram criar o Blog Patricia Viaja. Patricia é formada em Direito e trabalha no Judiciário Federal Brasileiro. Willian é Designer Gráfico e Instrucional e trabalha para o Governo do Estado de São Paulo. Antes de se conhecerem a Patricia já tinha viajado por quase toda a América do Sul (Argentina, Uruguai, Colômbia, Peru, Venezuela, Chile) e outros países como as Antilhas Holandesas e os Estados Unidos, e já entendia quase tudo sobre milhas aéreas e como economizar muito nos planejamentos de viagem usando os programas de pontos das cias aéreas e dos hotéis. Desde que se conheceram em 2011 os dois já viajaram juntos pelo Brasil, Argentina, Chile, Equador, Estados Unidos, Canadá, França, Grécia, Espanha, Portugal e Itália. No blog é explorado o formato econômico de viagens do casal, explicando como são planejadas as viagens, desde a escolha do destino e as reservas de passagens, hotéis e passeios, aproveitando os benefícios dos programas de fidelidade das cias aéreas, hotéis e cartões de crédito. O desejo é que assim como eles, mais pessoas possam viajar e usufruir do melhor das suas férias de trabalho e escola, sem comprometer o orçamento mensal.

O que você achou da publicação? Tire suas dúvidas.