Madri de novo e Voando com a Swiss Air para o Brasil

Mais uma vez passamos por Madri para voltar ao Brasil. Mais uma viagem para Portugal chegou ao fim, e assim como chegamos, também voltamos para o Brasil decolando de Madri, na Espanha.

Ficamos 2 dias inteiros na cidade, fizemos um pequeno tour turístico a pé e algumas compras.

Onde ficamos hospedados:

Aproveitando uma promoção nos hospedamos no Novotel City Las Ventas, que fica perto de duas estações do metrô e também dá pra ir a pé até a Praça de Touros.

O hotel é ótimo, o café da manhã e as áreas de lazer do hotel são excelentes. Com muitas opções de lazer para crianças. O atendimento da equipe do hotel foi nota 10, recomendo muito a rede LeClubAccor pela padronização e qualidade, para viajantes inexperientes e em dúvida com a escolha da hospedagem é a opção mais segura e com retorno garantido.

O que vimos e onde fomos:

Como os dias estavam bons, caminhamos bastante, o que pra mim é a melhor opção para conhecer e viver mais a cidade. Passamos pela Praça de Touros, o magnífico Parque do Retiro, Palácio de Cibelles, o famoso Banco da Espanha e a Praça da Porta do Sol.

Infelizmente a Calle de Alcalá estava em obras prejudicando parte das fotos.

Apesar do dia ter começado bem durante a tarde começou uma chuva fina e esfriou bastante. Ao viajar para a Europa no outono ou na Primavera sempre carregue guarda chuva e uma blusa extra, pois essas estações são mais instáveis.

Em Madri um dos meus lugares preferidos para fazer compras é a Loja El Corte Inglès, que possui várias unidades na cidade. Para quem gosta de artigos de luxo a melhor unidade é a que está perto do Estádio Santiago Bernabéu, ao lado da estação do metrô Nuevos Ministerios.

Não esqueça de pedir suas notas para fazer o taxfree no aeroporto, recebendo até 15% do valor de volta, e verificar se preencheram seu nome e valor da compra corretamente.

Onde comer: Madri tem diversas opções de restaurantes, lanchonetes e bares que vendem comida, mas aos domingos e feriados alguns estão fechados. Então fique atento aos horários de abertura se pretender comer em um local específico.

A Gran Via tem várias opções de restaurantes sempre abertos a qualquer dia da semana. Como terminamos o dia na loja El Corte Inglès, comemos por lá mesmo.

Experiência de voo com a SwissAir:

Nosso voo de volta para o Brasil foi com a cia aérea SwissAir. Foram 2 voos, o primeiro de Madri até Zurique e de lá até São Paulo.

Os voos internos entre países da Europa são como os nossos voos domésticos no Brasil. Quando a viagem tem 2 países integrantes da zona do Euro, a emigração é feita no último país de saída.

O pedido do taxfree pode ser feito no primeiro aeroporto, para isso chegue com 1 hora a mais para as filas necessárias.

Embarcamos em Madri com um pequeno atraso, e só ficou pior, depois de já embarcados a aeronave simplesmente não partia, ficamos quase 30 minutos dentro do avião sem sair do aeroporto. O problema é que só teríamos 45 minutos entre a chegada prevista de um voo e a partida do próximo, e ainda tendo que passar pela emigração. Como já tínhamos perdido mais de 30 minutos com o atraso, tivemos 5 minutos para ir de um terminal a outro e passar pela emigração.

No voo de Madri a Zurique a tripulação e o piloto pediram várias desculpas pelo atraso, inexplicado. O voo seguiu inclusive mais rápido para tentar reduzir o atraso. No serviço de bordo serviram um sanduíche bem mais ou menos e bebidas.

Chegamos em Zurique e saímos da aeronave literalmente correndo com as malas. Pude perceber que todo o aeroporto já estava fechado, nenhuma loja aberta, nenhum funcionário nos corredores, a maioria das luzes apagadas.

Os funcionários no avião nos avisaram que o voo estava esperando por nós, mas era para corrermos o mais que pudéssemos. Pegamos o trem para mudar de terminal, quando chegamos no terminal do próximo voo avistamos alguns funcionários sinalizando a direção e dizendo para corrermos, me vi em uma corrida de rua com as pessoas gritando frases de incentivo pra eu não parar, foi tenso. Só olhei para os meus pais e disse corram! Nem lembro como mas passamos pela emigração e chegamos na porta de embarque do avião com os poucos funcionários sorrindo aliviados.

Entramos no avião, nossos assentos eram os últimos. Pagamos para poder sentar nas fileiras com apenas 2 assentos. Como Willian cancelou a viagem por causa do falecimento do irmão, além de perdemos o que ele pagou, o assento foi ocupado por outro passageiro. Para o meu azar, o passageiro ao meu lado tentou passar uma cantada bem infeliz assim que eu sentei, ainda tentando respirar aliviada só consegui dizer pra ele que ele só estava ali porque o meu marido precisou cancelar a viagem. Não adiantou muito, durante as 10 horas de voo ele se encostou em mim várias vezes, chegando a tentar encostar a cabeça no meu ombro. Que primeira experiência ruim com a SwissAir.

O serviço de bordo do voo de Zurique a São Paulo foi razoável, recebemos nossas refeições especiais, solicitadas meses antes no site da cia. Mas não teve a mesma qualidade da Lufthansa. A equipe de bordo foi muito simpática e nos atendeu bem, considerando toda a correria para embarcar. O conforto dos assentos e espaço para as pernas é mediano, bom.

Assista os vídeos, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram e Facebook).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

Author: patriciaviaja

O blog e o canal no Youtube são criações do casal Patricia Barbosa e Willian Rocha. Em 2014 criaram o Canal Patricia Viaja no YouTube e em 2015 decidiram criar o Blog Patricia Viaja. Patricia é formada em Direito e trabalha no Judiciário Federal Brasileiro. Willian é Designer Gráfico e Instrucional e trabalha para o Governo do Estado de São Paulo. Antes de se conhecerem a Patricia já tinha viajado por quase toda a América do Sul (Argentina, Uruguai, Colômbia, Peru, Venezuela, Chile) e outros países como as Antilhas Holandesas e os Estados Unidos, e já entendia quase tudo sobre milhas aéreas e como economizar muito nos planejamentos de viagem usando os programas de pontos das cias aéreas e dos hotéis. Desde que se conheceram em 2011 os dois já viajaram juntos pelo Brasil, Argentina, Chile, Equador, Estados Unidos, Canadá, França, Grécia, Espanha, Portugal e Itália. No blog é explorado o formato econômico de viagens do casal, explicando como são planejadas as viagens, desde a escolha do destino e as reservas de passagens, hotéis e passeios, aproveitando os benefícios dos programas de fidelidade das cias aéreas, hotéis e cartões de crédito. O desejo é que assim como eles, mais pessoas possam viajar e usufruir do melhor das suas férias de trabalho e escola, sem comprometer o orçamento mensal.

O que você achou da publicação? Tire suas dúvidas.