Como é voar com a Lufthansa de São Paulo para Madri fazendo conexão em Frankfurt

Chegou a minha vez de voar com a Lufthansa. Já de início quero dizer que o padrão de atendimento online antes do voo é muito melhor que a maioria das cias aéreas com as quais já tive a oportunidade de ser passageira. Só não ganhou da KLM, que na minha opinião foi a minha melhor experiência até hoje.

O embarque foi normal, nenhum tratamento ou sistema diferente do que fazem as outras companhias. Eu pessoalmente achava muito mais inteligente quando o embarque era feito seguindo a ordem das prioridades de fidelidade e idade e depois pelas fileiras do fundo até à frente, assim não ficávamos em pé no interior do avião logo , aguardando os passageiros das primeiras poltronas (que não são nem a executiva e nem a premium) acomodarem suas malas. Mais uma vez, presenciamos a diferença entre a fiscalização feita conosco e nossa bagagem de mão no check-in, onde o atendente fez questão de pesar as malas de bordo e verificar as medidas e quantidades limites individuais, e a bagunça dentro da aeronave revelando claramente diversos passageiros excedendo esse limite e não conseguindo acomodar seus pertences nos maleiros acima das poltronas. Sou a favor das regras, e mais ainda que elas sejam cumpridas e exigidas de todos, sem discriminação.

Uma dica importante, em voos com aeronaves grandes como essa e muitos passageiros, vá ao banheiro e beba água antes de entrar no avião, pois você não vai poder fazer isso até quase 30 minutos depois que o avião decole.

Outra dica importante, em voos de longa duração, onde você sabe que vai dormir, coloque cadeado em sua bagagem de bordo, ocorrem vários furtos de bagagem dentro do avião durante a noite, quando a maioria dos passageiros está dormindo. E claro, itens de valor, como dinheiro, cartões, passaporte e joias, devem ficar com você, em bolsas/pochetes usadas por baixo da roupa, e na bolsa de mão que deve ir junto com o passageiro no assento, sob o seu cuidado pessoal permanente. A cia aérea não é responsável pela indenização de nenhum item levado à bordo, e também não se responsabiliza por itens de valor permitidos para despacho no porão e não declarados, além de não permitir, mesmo que declarados o despacho de dinheiro, joias e eletrônicos sensíveis, que devem ser levados à bordo e protegidos pelo próprio passageiro. Por isso, se você está nessa situação, de transportar valores, jóias ou outro item de valor, não é uma boa ideia colocar eles na mala sem cadeado no maleiro da cabine, ou ainda na sua deixar na bolsa que está no seu colo ou no chão e tomar remédios para dormir, eliminando a vigilância sobre seus próprios itens pessoais. Essa dica também vale para quem viaja com crianças, obviamente os pais não devem tomar remédios para dormir.

A Lufthansa é uma das poucas cias aéreas que permitem a escolha antecipada de refeição especial e possui um cardápio muito variado. Essa solicitação deve ser feita com antecedência, para que possam preparar e levar as refeições solicitadas no dia do seu voo, caso contrário serão oferecidas as opções padrão, carne ou massa. Nós solicitamos antes e pedimos refeição integral e diabética. Todos as refeições seguem o cardápio escolhido, desde o café da manhã até o jantar. Nós achamos muito saborosas e bem servidas, mais até do que as padronizadas, além do fato de eles servirem primeiro os passageiros que optaram por refeições especiais.

Os assentos são confortáveis, reclinam até que razoavelmente, e os das últimas fileiras onde vão apenas dois passageiros, ainda tem um bom espaço lateral, em que é possível colocar a bolsa de mão. Eu aconselho a levar um saco de pano, ou plástico, ou ainda usar o plástico do cobertor para colocar a bolsa de mão dentro, e evitar o contato direto com o chão do avião. Cada poltrona tinha ainda um cobertor e um travesseiro, para uso dentro da aeronave e que como em todo avião, não é um souvenir, deve ser deixado sobre a poltrona, e não no chão, como muitas pessoas fazem, essa atitude revela mais sobre o passageiro do que uma afronta a qualquer mal atendimento da equipe de cabine, fica a dica.

O entretenimento de bordo foi uma das novidades para mim, no quesito inovação. Era possível criar uma lista de favoritos com as opções disponíveis e depois assistir sem ter que voltar ao menu para escolher novamente. Isso economizou um bom tempo. O único ponto negativo era a sensibilidade do touch na tela, mas superável. As opções de filmes e afins era muito boa para o meu gosto, mas eu também não sou muito exigente.

Os banheiros estiveram limpos e preparados para o uso durante todo o voo. Dentro da aeronave existem banheiros de vários tamanhos. Eu gosto de esticar as pernas e circular, então nos voos longos, cada vez que me levanto vou a um banheiro diferente.

Caso você tenha fome durante o voo, entre as refeições, pode ir até a cozinha e pedir um lanche ou uma bebida, e eles irão servi-lo. O voo foi tranquilo, não tivemos nenhuma turbulência relevante, a decolagem e o pouso foram perfeitas e a equipe de cabine sempre cordial e atenciosa.

Em Frankfurt nossa conexão foi tranquila, passamos pela imigração lá mesmo, pois já era o primeiro país da União Européia. O aeroporto é imenso, muito moderno, amplo, e organizado, com áreas de recreação para crianças e espaços individuais e coletivos de espera para os voos, além de lojas e restaurantes. O voo de Frankfurt para Madri atrasou um pouco, mas foi tranquilo, em uma aeronave mais simples. Tivemos serviço de bordo, onde serviram o almoço. Em Madri, pegamos a mala despachada e seguimos para estação de trem para o próximo transporte. Nós já mostramos o aeroporto de Madri no canal nesse vídeo:

Assista o vídeo, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram, e Facebook).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

Author: patriciaviaja

O blog e o canal no Youtube são criações do casal Patricia Barbosa e Willian Rocha. Em 2014 criaram o Canal Patricia Viaja no YouTube e em 2015 decidiram criar o Blog Patricia Viaja. Patricia é formada em Direito e trabalha no Judiciário Federal Brasileiro. Willian é Designer Gráfico e Instrucional e trabalha para o Governo do Estado de São Paulo. Antes de se conhecerem a Patricia já tinha viajado por quase toda a América do Sul (Argentina, Uruguai, Colômbia, Peru, Venezuela, Chile) e outros países como as Antilhas Holandesas e os Estados Unidos, e já entendia quase tudo sobre milhas aéreas e como economizar muito nos planejamentos de viagem usando os programas de pontos das cias aéreas e dos hotéis. Desde que se conheceram em 2011 os dois já viajaram juntos pelo Brasil, Argentina, Chile, Equador, Estados Unidos, Canadá, França, Grécia, Espanha, Portugal e Itália. No blog é explorado o formato econômico de viagens do casal, explicando como são planejadas as viagens, desde a escolha do destino e as reservas de passagens, hotéis e passeios, aproveitando os benefícios dos programas de fidelidade das cias aéreas, hotéis e cartões de crédito. O desejo é que assim como eles, mais pessoas possam viajar e usufruir do melhor das suas férias de trabalho e escola, sem comprometer o orçamento mensal.

2 thoughts on “Como é voar com a Lufthansa de São Paulo para Madri fazendo conexão em Frankfurt

  1. Adoro seus vídeos,só algo me intriga seu marido trabalha em São Paulo e você?que região do Brasil?

O que você achou da publicação? Tire suas dúvidas.