Ilha de Creta – Knossos

Nosso primeiro passeio na Ilha de Creta foi o sítio Arqueológico de Knossos. Nesse local foram descobertas as construções do Palácio de Knossos. Habitado pelos minóicos, os vestígios mais antigos foram datados de 5.000 AC. Conta a história que o Palácio sofreu um desabamento provavelmente causado por um terremoto originado da erupção de um dos vulcões da região. Após sua reconstrução a área foi totalmente destruída provavelmente pelo mesmo abalo sísmico que causou a destruição da Ilha de Santorini.

Pelo pouco que nós pudemos ler e assistir de documentários esse local é uma fonte inesgotável de história e mitologia juntas. O trabalho de escavação perdura até os dias de hoje, e a área é permanentemente objeto de estudo. É impressionante ver a complexidade da engenharia e arquitetura do local e o que representa socialmente as divisões do palácio, uma estrutura tao complexa como a que se vê na atualidade.

Bom, vamos às questões práticas. Como nós chegamos até o Sítio Arqueológico de Knossos? Saindo do nosso hotel tínhamos 2 opções, usar o transporte público que faz o trajeto pelo centro de Heraklio e Knossos e é possível descer e subir por um preço único, ou comprar o ticket do city tour válido por 2 dias, com guia em aúdio e várias paradas pelos pontos turísticos de Heraklio e as praias. A princípio iríamos pegar o ônibus público mesmo, mas como demorou muito para passar, e desconfiamos que no domingo não teria tanta frequência, tomamos um ônibus local até a região do porto e lá pagamos o ticket do city tour, que custou cerca de 15 euros por pessoa, para 2 dias.

A escolha pelo city tour mais uma vez foi acertada, pudemos ouvir ótimas explicações (em português) sobre a história não só de Creta e Knossos, mas também da Grécia em geral, o que foi ótimo para chegarmos mais orientados nos locais e não ter que pagar mais por um tour guiado que só era oferecido em inglês.

A descoberta de Knossos representa muito para a história do mundo, pois os objetos encontrados, as pinturas, as formas de escrita revelaram e explicaram muitos mistérios, trazendo a tona novos questionamentos sobre como de fato a história aconteceu.

A entrada em Knossos é paga, 15 euros, e tem a opção de por mais 1 euro agregar a entrada no Museu Arqueológico, onde estão os artefatos encontrados nas escavações, o que complementa indispensavelmente a visita.

Pessoalmente fiquei surpresa de encontrar muitas semelhanças aqui na Grécia com outros sítios arqueológicos que eu visitei no Peru em uma viagem anterior. Desde as construções, divisões, objetos e artefatos de arte e de guerra me veio à memória o que eu tinha visto antes, uma experiência de dejà vu muito louca.

Uma das conclusões a que sempre chegamos quando viajamos e conhecemos outras culturas, a história, visitamos museus, lugares, é que não há quase nada de realmente novo, sempre podemos encontrar semelhanças com coisas do passado.

No final do dia, voltamos para o hotel e aproveitamos um pouco mais da piscina, que no fim da tarde sempre estava vazia.

Assista o vídeo, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram, e Facebook).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

Author: patriciaviaja

O blog e o canal no Youtube são criações do casal Patricia Barbosa e Willian Rocha. Em 2014 criaram o Canal Patricia Viaja no YouTube e em 2015 decidiram criar o Blog Patricia Viaja. Patricia é formada em Direito e trabalha no Judiciário Federal Brasileiro. Willian é Designer Gráfico e Instrucional e trabalha para o Governo do Estado de São Paulo. Antes de se conhecerem a Patricia já tinha viajado por quase toda a América do Sul (Argentina, Uruguai, Colômbia, Peru, Venezuela, Chile) e outros países como as Antilhas Holandesas e os Estados Unidos, e já entendia quase tudo sobre milhas aéreas e como economizar muito nos planejamentos de viagem usando os programas de pontos das cias aéreas e dos hotéis. Desde que se conheceram em 2011 os dois já viajaram juntos pelo Brasil, Argentina, Chile, Equador, Estados Unidos, Canadá, França, Grécia, Espanha, Portugal e Itália. No blog é explorado o formato econômico de viagens do casal, explicando como são planejadas as viagens, desde a escolha do destino e as reservas de passagens, hotéis e passeios, aproveitando os benefícios dos programas de fidelidade das cias aéreas, hotéis e cartões de crédito. O desejo é que assim como eles, mais pessoas possam viajar e usufruir do melhor das suas férias de trabalho e escola, sem comprometer o orçamento mensal.

O que você achou da publicação? Tire suas dúvidas.