O que fazer com as milhas aéreas?

Com tantas promoções de transferências de milhas dos cartões de crédito, compra de milhas com desconto, bônus e sorteios de milhões de milhas, vem a pergunta:

O QUE EU FAÇO COM ESSAS MILHAS?

Pois eu ouso dizer que a resposta para essa pergunta deveria vir antes da pergunta. Sim. Juntar milhas não é difícil, mas um bom acúmulo exige estratégia. Conhecer muito e bem as possibilidades e regulamentos é fundamental.

Cuidado para não virar refém das milhas e se esquecer que você pode comprar passagens aéreas em promoção. Sempre pesquise antes.

Sabendo antes o “valor” das milhas para “você” fica muito mais fácil descobrir quando vale a pena trocar passagens com milhas, ao invés de comprar as passagens, e ainda quando vale a pena comprar as milhas (deixando de ganhar milhas em uma compra real de passagens) para trocar por passagens.

Cada pessoa tem um perfil no acúmulo de milhas.

Existem os viajantes de negócios que ganham milhas voando a trabalho (a maneira totalmente grátis de acumular milhas, pois quem pagou a passagem foi a empresa).

Existem os donos de cartões de crédito que pagam tudo dessa forma e tem um excelente cartão de crédito, com um consumo de fatura mensal alto o que fazem eles juntar muitas milhas mensalmente.

E existe o resto do mundo, como eu e a maioria de vocês, que sua muito pra conseguir ter um cartão razoável, tenta concentrar todos os gastos no cartão de crédito, sem falir, e quando tira férias e consegue juntar um pouco mais de milhas.

Daí você finalmente juntou suas milhas e chegou a hora de planejar a viagem. Verifica seu saldo de milhas, vê que conseguiu juntar uma quantidade razoável e vai pesquisar as passagens e se depara com os seguintes dilemas:

  1. Tem as milhas necessárias, mas vai ter que usar todas elas de uma vez só.
  2. Juntou, juntou e morreu na praia, ainda faltam 10 mil milhas.
  3. Apareceu passagem na promoção, o que fazer? Uso as milhas ou compro a passagem?

Eu vou te ajudar.

Você tem dinheiro sobrando? Sim. Suas milhas tem mais de um ano de validade? Sim. Então compre as passagens com dinheiro e guarde as milhas para quando os preços das passagens estiverem altos e você estiver com o orçamento justo.

Quando faltam poucas milhas e a viagem é em grupo, compre as milhas que faltam para emitir as passagens. Quase nunca é possível combinar duas pessoas no mesmo voo com uma comprando a passagem mais barata e a outra usando a menor quantidade de milhas.

A mesma regra vale para quando duas pessoas ou mais querem viajar juntas no mesmo voo e só um delas tem milhas. Ou a parte que não tem milhas vai pagar mais caro, ou quem tem as milhas vai usar mais milhas.

Por fim, chegou a hora de trocar as passagens e a quantidade de milhas aumentou absurdamente, o valor que antes daria para ir até a lua hoje só te leva do Aeroporto de Congonhas para o de Campinas, rssss. Brincadeira, nem tem esse voo.

É uma verdadeira decepção juntar milhas durante muito tempo e na hora de trocar ter que usar todas de uma vez quando 6 meses antes você tinha certeza que poderia fazer pelo menos duas viagens.

O que fazer? Veja seu prazo de validade das milhas, tente mudar as datas, se puder, ou mude o destino se puder. O mundo é muito grande, sempre tem um lugar novo para ser conhecido. Às vezes é melhor adiar um destino e conhecer outro e nas próximas férias rever esse destino do que usar todas as milhas e ficar mais dois anos juntando de novo e não viajar no ano seguinte.

Essas foram as dicas de hoje.

Mais dicas sobre milhas você encontra nesses vídeos:

Assista o vídeo, e para receber mais conteúdo como este se inscreva no blog e no canal e siga a gente nas redes sociais (Instagram, e Facebook).

Um beijo e até o próximo post.

Essa publicação pode conter conteúdo publicitário e redirecionamento para parceiros do Blog.

Author: patriciaviaja

O blog e o canal no Youtube são criações do casal Patricia Barbosa e Willian Rocha. Em 2014 criaram o Canal Patricia Viaja no YouTube e em 2015 decidiram criar o Blog Patricia Viaja. Patricia é formada em Direito e trabalha no Judiciário Federal Brasileiro. Willian é Designer Gráfico e Instrucional e trabalha para o Governo do Estado de São Paulo. Antes de se conhecerem a Patricia já tinha viajado por quase toda a América do Sul (Argentina, Uruguai, Colômbia, Peru, Venezuela, Chile) e outros países como as Antilhas Holandesas e os Estados Unidos, e já entendia quase tudo sobre milhas aéreas e como economizar muito nos planejamentos de viagem usando os programas de pontos das cias aéreas e dos hotéis. Desde que se conheceram em 2011 os dois já viajaram juntos pelo Brasil, Argentina, Chile, Equador, Estados Unidos, Canadá, França, Grécia, Espanha, Portugal e Itália. No blog é explorado o formato econômico de viagens do casal, explicando como são planejadas as viagens, desde a escolha do destino e as reservas de passagens, hotéis e passeios, aproveitando os benefícios dos programas de fidelidade das cias aéreas, hotéis e cartões de crédito. O desejo é que assim como eles, mais pessoas possam viajar e usufruir do melhor das suas férias de trabalho e escola, sem comprometer o orçamento mensal.

O que você achou da publicação? Tire suas dúvidas.